Michael Jackson: seus valores refletidos em sua música

Michael Jackson sempre expôs o que acreditava nas letras de suas canções, pois acreditava que sua arte era a manifestação de sua alma. Em uma entrevista concedida à revista Ebony, afirmou que “eu não tenho crédito nenhum pelo meu trabalho, vem dos Céus, é criação de Deus.”

Apesar de nunca ter se posicionado politicamente — por ser Testemunha de Jeová e, segundo ele mesmo, não entender do assunto — , algumas de suas canções carregam fortemente valores conservadores. Encontra-se defesa da família, proteção às crianças, defesa da liberdade, rejeição ao autoritarismo estatal, rejeição ao establishment, rejeição à grande mídia, fé em Deus e nos valores cristãos, dentre outros.

Porém, por dinheiro e pressão pela aceitação do status quo em tempos de cultura do cancelamento — não tenha dúvida de que, se estivesse vivo, Michael Jackson teria sido cancelado há muito tempo — sua imagem está sendo distorcida pelo seu Espólio e por alguns de seus fãs para construir um militante progressista.

Suas canções — especialmente They Don’t Care About Us, música contra o autoritarismo estatal que foi completamente retirada de contexto para servir à ideologias e movimentos socialistas — estão sendo distorcidas e usadas para favorecer grupos socialistas radicais, como Black Lives Matter. E, infelizmente, muitos conservadores acreditam nestas narrativas e injustamente o julgam e o rejeitam, repetindo as mentiras da grande mídia ao seu respeito.

O objetivo deste artigo é mostrar que Michael Jackson nunca foi um militante socialista. O verdadeiro Michael Jackson foi um homem dotado de valores tradicionais e morais cristãos e humanitários dos quais carregou durante toda sua vida, e merece ser reconhecido por isso.

Black or White

Proteção para gangues, clubes e nações

Deteriorando as relações humanas

É uma guerra de territórios numa escala global

Eu quero ouvir os dois lados da história

Veja, não se trata de raças

Apenas lugares, rostos

De onde o seu sangue vem é onde é o seu lugar

Eu já vi o brilho ficar mais apagado

Eu não vou passar a minha vida sendo apenas uma cor

Eu disse, se você estiver pensando em ser meu irmão

Não importa se você é negro ou branco

Seja negro, seja branco

Sobreviver é difícil para todos

Can You Feel It?

Porque somos todos iguais

Sim, o sangue dentro de mim está dentro de você

Shout

Problemas, complicações e acusações

Dividindo as nações e raças de rostos vazios

A guerra está ocorrendo

Decepções e indecisão, nenhuma fé ou religião, como nós estamos

vivendo

Envenenado seu corpo e sua alma por um minuto de prazer

Mas o dano que você vê feito vai durar para sempre

Os bebês que nascem no mundo já viciado em drogas e aflitos

Os valores familiares estão contrariados

Song Groove (Abortion Papers)

Aguardando sua vez, lendo as palavras

Cantando uma canção, recitando versículos da Bíblia

O pai está confuso, a mãe desesperada

Os irmãos a encorajam. E tudo o que eu vi?

Você sabia da mentira, você veio

E o coração? É tudo o que sei

Estes documentos do aborto

Assinados em seu nome contra a Palavra de Deus

Estes documentos do aborto

Pense sobre a vida, eu gostaria de ter o meu filho

Heal The World

E o sonho no qual fomos concebidos

Revelará um rosto alegre

E o mundo no qual uma vez acreditamos

Brilhará novamente em graça

Então por que continuamos sufocando a vida?

Ferindo a Terra, crucificando sua alma

Mas é claro ver

Que este mundo é divino, seja a luz de Deus

Nós podemos voar tão alto

Nunca deixe nossos espíritos morrerem

No meu coração eu sinto

Vocês todos são meus irmãos

Criem um mundo sem medo

Juntos nós choraremos lágrimas de alegria

Veja as nações transformarem suas espadas em arados

Nós realmente poderíamos chegar lá

Se você se importasse o suficiente com os que vivem

Faça um pequeno espaço

Para fazer um lugar melhor

Cure o mundo

Faça dele um lugar melhor

Para você e para mim

E toda a raça humana

Há pessoas morrendo

Se você se importa o suficiente com os que vivem

Faça dele um lugar melhor

Para você e para mim

Man In The Mirror

Uma observação especial para a apresentação no Grammy Awards de 1988, em que Michael, mais uma vez, não faz acepção de pessoas pela cor da pele, dizendo que todos os homens devem mudar: o branco, o negro, independentemente da cor da pele.

Eu vou começar com o homem no espelho

Vou pedir pra que ele mude de atitude

E nenhuma mensagem poderia ser mais clara:

Se você quer fazer do mundo um lugar melhor

Olhe para si mesmo e faça essa mudança

The Lost Children

Esta é para todas as crianças perdidas

Desejando-lhes o bem,

E desejando-lhes um lar

Um lar com seus pais,

Confortáveis e aquecidas, amando suas mães

Monster

E você está correndo apenas para escapar disso

Mas eles estão buscando o dinheiro

Então eles fingem

Onde quer que você pareça ir

Tem um monstro

Quando você olha para o ar

Há um monstro

Quando você vê os paparazzi na rua

Isso é um monstro

Oh, Hollywood, apenas olhe no espelho

E me diga que você gosta

E me diga que você gosta do que vê

Monstro

Ele é um monstro

Ele é um animal

Por que eles nunca estão satisfeitos com tudo o que você dá

(Você deu tudo de si)

(Eles estão vendo você cair)

E eles comem sua alma como um vegetal

Por que você está me perseguindo?

Por que você está me caçando?

Por que você fez isso para mim?

Por que você finge?

Ele está puxando você para baixo como um monstro

Xscape

Onde quer que eu vire, não importa onde eu olho

O sistema está no controle, está tudo no controle do livro

Eu tenho que ficar longe para que eu possa libertar minha mente

Escapar é o que eu preciso

Longe dos olhos elétricos

Não importa onde eu estou, eu vejo meu rosto ao redor

Eles, então, derrubam meu nome, e me empurram de cidade em cidade

Não tem um lugar para correr, mas não há nenhuma necessidade de esconder

Eu tenho que encontrar um lugar

Mas eu não vou esconder

Tenho que ficar longe de um sistema que controla o mundo hoje em dia

A pressão que eu enfrento por causa de relações tem que ir embora

O homem com a caneta escreve as mentiras que não têm fim

Eu faço o que eu quero porque eu não tenho o rosto de ninguém além do meu

Tabloid Junkie

Especule para destruir quem você odeia

Publique a mentira que arranjou

Assassinato e multilação

A mídia persegue em histeria

Embora todos queiram saber sobre isso

Só porque você leu em uma revista

Ou porque viu na TV

Não faz isso ser verdade, realidade

Eles dizem que ele é homossexual

Essas suas falsas testemunhas

Pragas auto-intituladas justas

Na escuridão

Me apunhalam pelas costas

Você é uma parasita em preto e branco

Que faz qualquer coisa por notícia

Mas se você não for compra-lo

Então eles não serão vitoriosos

Ler é santificá-los

They Don’t Care About Us

A canção é um protesto contra a brutalidade policial, contra a supressão da liberdade, contra o autoritarismo e contra o racismo. Resumindo, contra tudo o que um conservador deve estar. Mas, é típico de socialistas tomarem para si todas estas lutas, escondendo as raízes de sua própria ideologia, pois é fácil ganhar poder através da manipulação de opiniões e de discursos humanísticos.

É muito fácil se apossar de uma canção e distorcê-la quando seu autor está falecido e não pode mais se defender. O Espólio de Michael Jackson, Black Lives Matter e alguns de seus fãs estão se comportando como verdadeiros abutres tomando para si uma canção para servir às suas ideologias nutridas de ódio, modelando a imagem de Michael Jackson da forma que quiserem e o fazendo parecer que foi um militante socialista.

Me espanque, me odeie, você não pode me quebrar

Me assuste, você nunca vai me matar

Me acuse de judeu, me processe, todo mundo faz

Me chute, não me pergunte se sou branco ou negro

Sou vítima de brutalidade policial agora

Estou cansado de ser vítima do ódio

Você está me tirando meu orgulho, pelo amor de Deus

Eu olho para o céu para ver a profecia, me liberte

Me diga o que aconteceu com meus direitos?

Sou invisível agora? Por que você me ignora?

Sua proclamação me prometeu liberdade

Estou cansado de ser vítima da vergonha

Eles estão sujando meu nome na classe

Não acredito que essa é a terra de que eu vim

Você sabe que eu odeio dizer

Mas o governo não quer ver

Mas se Martin Luther estivesse vivo

Ele não deixaria isso acontecer

Defesa da liberdade e desprezo ao autoritarismo do Estado: duas fortes características do pensamento conservador. Desde Aristóteles até Roger Scruton, toda a trajetória do pensamento conservador foi em defesa da dignidade humana.

Isto é observável em várias épocas diferentes, como Aristóteles, se posicionando contra o autoritarismo sofista — e acabou sendo morto por isso; Edmund Burke, político irlandês, contra a tirania praticada por líderes da Revolução Francesa; Abraham Lincoln, pela libertação dos afro-descendentes da escravidão; Martin Luther King, — citado na canção — contra o racismo e pela equidade racial; Eric Voeglin, contra a tirania nazista e marxista, tendo que fugir da Polônia; Roger Scruton, contra a Cortina de Ferro soviética na República Tcheca; dentre outras centenas de ativistas conservadores.

Ao contrário da trajetória do pensamento socialista — base do Black Lives Matter, como já dito antes — que, desde Karl Marx, nutre ódio. Este próprio afirmou que “ o lixo étnico deve perecer no holocausto revolucionário.”

Analisando a linha da tirania socialista, temos; 25 milhões de mortos na União Soviética; 65 milhões de mortos na China; 1 milhão de mortos no Camboja; dentre as dezenas de experiências socialistas que resultaram em miséria e genocídio, e não por acidente, mas por terem seguido estritamente a linha de pensamento socialista.

E devo aqui citar também a primeira versão do clipe, que se passa numa prisão. No decorrer das cenas, é mostrado um homem em frente a tanques de terra. Isto ocorreu em um protesto na China contra o autoritarismo do Partido Comunista Chinês conhecido como Massacre da Praça da Paz Celestial, em 1989. A Ditadura Chinesa respondeu ao protesto de forma violenta. Estima-se que 3000 pessoas foram mortas nos dias decorrentes do protesto pela polícia socialista chinesa, além de milhares de feridos e presos.

Outra cena ultrajante é a de policiais agredindo fortemente o motorista negro Rodney King, evento que culminou em vários protestos violentos em Los Angeles, em 1992. No clipe, também é mostrado e denunciado esta violência de radicais que se apropriaram da causa, quando aparece um manifestante arremessando uma pedra na cabeça de uma mulher branca. Michael Jackson estava denunciando o radicalismo e violência de quaisquer dos lados. A mesma violência usada pelo Black Lives Matter.

Era contra isso que Michael Jackson estava protestando. Para a infelicidade de militantes socialistas, em nenhum momento a canção instiga o ódio aos oficiais de segurança e nem a segregação racial, inclusive, o início do clipe é marcado pelo escrito “este filme não degrada nenhuma raça, mas é sobre as injustiças contra todos os homens.” É um desabafo de alguém revoltado com a supressão da liberdade, e não pela vingança, ressentimento e ódio.

Não venham agora utilizar a memória e o legado de um grande homem e um grande artista já falecido e, como abutres imundos, roubar e distorcer sua música para seus propósitos malignos se disfarçando de justiceiros contra o racismo e contra a opressão, quando na verdade são propagadores do ódio, do racismo, da segregação, do socialismo, da revolução e da violência, comportamentos dos quais Michael Jackson rechaçou sua vida inteira.

Sou só um garoto expondo pensamentos

Sou só um garoto expondo pensamentos